24 setembro 2008

Taxa de natalidade no Sul Asiático

Título: "Taxa de natalidade no Sul Asiático"
Local: Laboratório da parvoíce 
Modelos: Povo de Sindh

________________________________________________

Pausa no estudo para dois dedos de conversa... mas... ups! São 3h da manhã e duvido que esteja alguém a pé para me fazer companhia... daí estar aqui a escrever-vos, caros leitores! Só vós me acarinhais desta forma desmesurada!

 

Hoje queria falar-vos da taxa de natalidade no Sul Asiático e respectivos factores determinantes!

 

"Lá está ela outra vez com parvoíces" - pensam vocês! Mas não! Numa província do Paquistão chamada Sindh, o idioma falado é o sindhi! O sindhi é a linguagem de cerca de 41milhões de habitantes divididos entre o Paquistão e a Índia.

"O que é que isto interessa?" - Calma, meus pequenos, leiam o que se segue!

 

Ora bem, em sindhi uma expressão de 6 caracteres como "amo-te" traduz-se em "maa tokhe pyar kendo ahyan"!

Assim, não é de admirar que as taxas de natalidade possam ficar comprometidas! Passo a explicar:

 

Se um português perde pouco mais de 1 segundo a derreter o coração da pessoa amada, o povo desta zona do globo multiplica por 5 o tempo gasto! Isto pode parecer pouco... mas pensando no número de vezes que um dos elementos de um casal diz que ama o outro até se casarem e terem filhos, obteremos uma significativa perda de tempo do povo desta província! Assim se explica a poligamia praticada nestas regiões! Se se diminui a taxa de casamentos porque se demora muito a conseguir conquistar a pessoa amada, aumenta-se o número de mulheres por macho e assim, sim: garante-se a natalidade!

 

Depois de um momento de reflexão me despeço até uma próxima!

That's all Folks

2 comentários:

bitoke disse...

EHEH!! já vi desculpas piores para poder ter varias mulheres ;)

Su disse...

eh eh! a teoria está mto consistente! supera qualquer artigo da TV7dias