14 abril 2009

São Paulo exige paciência

Título: "São Paulo exige paciência"
Local: São Paulo 
Modelos: Guia turístico

________________________________________________

Comprei um Guia bem nice de São Paulo (não que o que os meus amigos me deram não fosse mas este preenche melhor os requisitos de guia cultural, assobios).

 

DSC05624

 

E entre leituras e mapas descobri um texto que descreve muito bem aquilo que senti quando cheguei e que tenho vindo a sentir à medida que o tempo passa... Passo então a reproduzir um excerto:

 

"Há cidades que se amam à primeira vista. Muitas vezes nem é preciso conhecê-las (...). E há aquelas que, para muita gente, provocam antipatia imediata. Lebram pessoas que não despertam em nós uma boa impressão inicial.

Seres humanos e cidades com esse perfil existem aos montes. Só quando nos desarmamos e começamos a compreendê-los é que descobrimos o que se esconde dentro deles. É o caso de São Paulo. Seu tamanho assustador, o trânsito normalmente caótico, a aparente feiura, a falta de referências naturais, a desordem urbana, a violência e sobretudo uma imagem tão antiga como distorcida que a faz parecer pior do que na verdade é, contribuem para que ela não provoque paixões instantâneas.

São Paulo exige paciência. (...)

Uma vez decifrada, São Paulo não se transforma, é claro, em um destino de sonho. Mas no que ela é pelo que que deve ser admirada: uma metrópole orgulhosa e acolhedora que brilha como grande centro de cultura, entretenimento e serviços do Brasil e da América Latina. (...)"

Carlos Maranhão

 

O texto continua mas este excerto explica bem o que senti. O susto da enormidade da cidade e medo do desconhecido que começam a dar, calmamente, lugar a uma cidade acolhedora e multicultural que até então desconhecia.

A tendência é a melhorar. Assim espero.

That's all Folks

2 comentários:

MAB disse...

É impressão minha ou isso vem ligado à corrente???

GotchyaYinYang disse...

Boa, excelente excerto! :)